A Manifestação do dia 17 de Junho de 2013

Raramente eu me posiciono politicamente, porque não consigo ver nenhuma opção política que me agrade. Escolher o “menos ruim” chega a ser patético, faço isso muitas vezes, mas sem a convicção suficiente para defender um ou outro lado.
Agora estou surpreso com a manifestação nas ruas. Uma das melhores coisas do atual governo, que foi a melhora das condições financeiras dos menos favorecidos e do crescimento da nova classe “C”, que associado ao acesso às redes sociais (principalmente o Facebook) criou uma possibilidade antes impensável. Dizia-se na época da ditadura que, se o povo programasse uma manifestação, bastava marcar um jogo de futebol que a manifestação acabava. Estamos no meio de uma copa das confederações, mesmo assim ontem em 11 capitais brasileiras, milhares de pessoas foram as ruas para protestar. Os “20 centavos” foram somente o estopim para a profunda insatisfação das pessoas com o sistema atual de poder, que inclui TODOS os partidos políticos que de alguma forma exerceram o poder após o estabelecimento da democracia no Brasil.
Aproveitando a “onda”, resolvi colocar o que acredito ser um sistema de governo ideal. Muitos vão achar utópico, mas já que as pessoas estão dispostas a mudar a mentalidade, por que não?

1. Fim da corrupção, com tolerância zero. Qualquer pessoa indiciada por corrupção deve ficar inelegível até que se apure a questão, e se for comprovada, cadeia. Simples assim, criminoso deve ser tratado como tal, seja analfabeto ou presidente da república. Em todos os âmbitos administrativos, e nos 3 poderes.
2. Repatriação de todos o dinheiro originado por corrupção, com uma investigação minunciosa de todos os governos anteriores. Realmente é necessário uma “caça às bruxas”.Sei que é impossível governar sozinho, então vamos ter que governar com o povo.
3. Qualquer investimento do governo tem que priorizar saúde, educação e moradia. Chega de “construir banheiro de ouro em barraco”, priorizando obras que vão gerar mais corrupção. Temos o direito de ver o nosso imposto revertido para escolas de qualidade, investimento na manutenção e cuidados com a saúdes (não é só construir hospitais, mas com uma política de saúde pública e alimentação de qualidade). Sei que todos os governos tem políticas assim, mas prioridade é prioridade. O dinheiro tem que vir aqui. Gostaria que meu imposto fosse gasto de maneira que pudesse me orgulhar das escolas públicas, e que ninguém precisasse pagar plano de saúde.
4. Qualquer política assistencialista tem que tem contrapartida do ajudado. Recebe uma bolsa do governo? Vai ter que aprender uma profissão, vai ter que estudar, vai ter que trabalhar para isso.
5. Fim do voto obrigatório. Povo educado vai votar por que quer, não porque é obrigado.
6. Políticos tem que trabalhar por gosto, não pelo salário. Precisa diminuir drasticamente os benefícios para os políticos, chega de mordomia. Se achar pouco, vai trabalhar em outra coisa. Se for roubar, vide ítem 1.
7. Depois dos ítens acima, está na hora de melhorar o patriotismo. Temos que ter orgulho do país que vivemos, e não vergonha. E precisamos urgente de campanhas para melhorar a índole do brasileiro, acabar com a ânsia de ficar mostrando o que tem como sendo importante (e que fomenta a criminalidade).
8. Fim do tráfico de drogas. Como? Legalizando todas as drogas, e com campanhas maciças do efeito real das drogas, vendendo as drogas na farmácia e tratando os viciados. Se hoje quase ninguém fuma cigarro, e quem fuma o faz sabendo a porcaria que é, foi por causa de campanhas de esclarescimento.
9. Precisamos criar uma pátria que as pessoas sintam vergonha da violência, do jeitinho brasileiro, da propina para a autoridade. Com educação já é um bom começo, mas precisamos de uma nova identidade. Pelo fim do “malandro”, pelo fim da “lei de Gerson”. E é possível, tem um monte de gente que quer assim, só precisa dar voz a eles.
O país descrito acima não existe, mas não custa sonhar com um Brasil íntegro, sem jeitinho, onde possamos ter orgulho de ser brasileiros. E não a vergonha que é.
Obrigado aos manifestantes de 17 de Março de 2013.
Dr. Paulo Farber

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s