Vegetais não são sempre saudáveis – os antinutrientes.

O título acima pode soar como um atentado ao bom senso, mas é verdade. Diversos vegetais considerados “saudáveis” podem na realidade funcionar como autênticos “venenos”, porque contém substâncias que nos impedem de conseguir o aproveitamento dos alimentos, substâncias essas conhecidas como “antinutrientes”. Infelizmente a noção de comida saudável na nossa sociedade vai à contramão das pesquisas científicas sobre o assunto.

Felizmente a noção de que devemos nos alimentar melhor está aumentando. Até as cadeias de fast food estão investindo em propagandas com alimentos pretensamente saudáveis.

A noção atual é que uma alimentação saudável é feita de pouca carne e gordura animal, e abundância de cereais integrais, leguminosas e verduras. Mas muitas vezes, dependendo de como esses alimentos são consumidos, podem se tornar uma fonte de mais problemas, e até desnutrição.

Vamos começar com a soja. Muita gente considera saudável o consumo da soja (vejam, por exemplo, esse site). Há no mercado uma gama de alimentos a base de soja, incluindo inclusive fórmulas infantis para bebês com base na soja.

Uma dieta saudável necessita de proteínas, que fornecem aminoácidos essenciais, fundamentais para o funcionamento do nosso organismo. Para podermos digerir proteínas, o pâncreas produz algumas enzimas, como a tripsina (que também é responsável por outra enzima que digere a carne, a quimotripsina). A soja é o vegetal que contém a maior quantidade de inibidores de tripsina, ou seja, a soja tem substâncias que impedem-nos de absorver as proteínas. Os inibidores de tripsina não inibem somente a tripsina, mas também outras enzimas digestivas como a quimotripsina, a elastase e várias outras enzimas.

A quantidade de inibidores de tripsina na soja integral chega a 27,2 mg em cada grama de soja, segundo alguns trabalhos científicos. Transformar a soja em pó não diminui a quantidade de inibidores de tripsina, pelo contrário, os inibidores ficam mais concentrados. A quantidade de inibidores de tripsina é tão grande que animais alimentados com dietas com base na soja ficam com hipertrofia do pâncreas (o pâncreas cresce para produzir mais enzimas).

Há algumas formas de soja que praticamente não contém inibidores de tripsina, como o tofu e o molho de soja (embora no molho de soja costuma-se acrescentar açúcar e glutamato monossódico, que não são saudáveis). A farinha de soja torrada contém bem menos inibidores, mas ainda uma quantidade considerável (até 9,4 mg por grama). O missô contém 4,1 mg por grama de inibidores de tripsina.

As fórmulas infantis com base na soja contêm menos quantidade de inibidores, 2,7 mg por grama de pó. Mas o impacto desses antinutrientes em uma criança em crescimento ainda está para ser avaliado. (Gilani GS, Cockell KA, Sepehr E. Effects of antinutritional factors on protein digestibility and amino acid availability in foods. J AOAC Int. 2005 May-Jun;88(3):967-87).

Outros antinutrientes importantes são os fitatos, ou ácido fítico. Os fitatos são conhecidos por diminuir a disponibilidade de diversos nutrientes, em particular o zinco (um mineral muito importante para o funcionamento do organismo, inclusive para a digestão de outros nutrientes) e o cálcio, diminuindo também a absorção de proteínas e aminoácidos. O maior problema com os fitatos é que eles se ligam a minerais e proteínas, produzindo complexos insolúveis (que não dissolvem), impedindo-os de serem absorvidos.

Os fitatos são os “armazéns” de fósforo nas sementes dos cereais e das leguminosas, mas esse fósforo não está disponível quando consumimos esses alimentos, ficando “guardados” até a germinação da nova planta. Portanto, as verduras praticamente não têm fitatos, enquanto que as sementes de cereais, legumes e oleoginosas são as que contêm a maior quantidade, sendo que a soja é a semente com maior quantidade. O lobby de diminuir a quantidade de gorduras na dieta e aumentar os grãos integrais provocou um aumento de fitatos na dieta. (Martínez Domínguez B, Ibáñez Gómez MV, Rincón León F. Ácido Fítico: Aspectos nutricionales e implicaciones analíticas. Arch Latinoam Nutr. 2002 Sep;52(3):219-31.).

Os fitatos aparecem também na casca do arroz, no cotilédone da ervilha e no germe do milho. Os fitatos ligam-se a diversos minerais além do zinco e cálcio já falados, como o potássio, o ferro, o magnésio e o manganês, o que pode ocasionar uma grande diminuição da absorção desses nutrientes.

O hábito de deixar de molho em água, antes do cozimento,  o arroz e o feijão é bem saudável, já que reduz o índice de fitatos em torno de 20%. Deixar de molho a farinha de milho reduz a quantidade de fitatos em 50%. E se deixarmos de molho de um dia para o outro, para promover a fermentação natural, a quantidade de fitatos é reduzida em 90%. Comer brotos de sementes (como brotos de feijão) também elimina os fitatos, já que a planta produz enzimas (fitase) para dispor do fosfato durante o crescimento. O controle dos antinutrientes é fundamental na alimentação de crianças, em particular nas subnutridas. (Michaelsen KF, Hoppe C, Roos N, Kaestel P, Stougaard M, Lauritzen L, Mølgaard C, Girma T, Friis H. Choice of foods and ingredients for moderately malnourished children 6 months to 5 years of age. Food Nutr Bull. 2009 Sep;30(3 Suppl):S343-404)

Alguns vegetais como o espinafre contém também uma grande contidade de oxalatos, que impedem-nos de absorver minerais como o ferro e o cálcio. (Miller GD, Jarvis JK, McBean LD. The importance of meeting calcium needs with foods. J Am Coll Nutr. 2001 Apr;20(2 Suppl):168S-185S). Portanto esse vegetal, apesar de rico em ferro e cálcio, não disponibiliza esses nutrientes, devido ao antinutriente oxalato.  Se o personagem Popeye existisse, com certeza ficaria mais fraco e não mais forte após comer sua porção de espinafre enlatado.

Finalmente temos as lectinas, proteínas vegetais que se ligam a carboidratos (açúcares), e são antinutrientes capazes inclusive de fazer  “grudar” os glóbulos vermelhos do sangue (se você não sabe o que significa isso para a saúde, clique aqui). As lectinas são reservas de proteínas e podem funcionar com inseticidas naturais (há pesquisas sobre o uso de lectinas contra diversas pragas) e protegem as plantas contra agressões externas, desde micróbios, insetos ou animais. As lectinas são muito resistentes, e não são destruídas pelas enzimas da digestão nem pela acidez do estômago, resultando em lesões nas células e tecidos do sistema estômago e intestinos, interferindo com a absorção de nutrientes, alterando a flora intestinal e alterando inclusive o sistema imunológico (defesa) dos intestinos. Se consumida em quantidade alta, as lectinas provocam doenças e diminuem o crescimento de animais ou humanos que a consumiram. Há relatos inclusive de intoxicação aguda em humanos que consumiram a lectina através de uma espécie de feijão vermelho.

Estudos científicos já analisaram lectinas tóxicas do feijão, da soja, da ervilha, do gérmen de trigo, da jaca e do arroz. Diversas outras plantas que consumimos normalmente contém lectinas, como a cenoura, o milho, o alho, o amendoim, a beterraba, o chá, a salsinha, o orégano, além de frutas como nas cerejas. Portanto, é praticamente impossível não termos contato com as lectinas. Para evitar problemas, devemos evitar comer plantas com alta concentração de lectinas cruas ou pouco cozidas, e tomar muito cuidado com quantidades exageradas de sementes (como feijão) e cereais (como o trigo).( Vasconcelos IM, Oliveira JT. Antinutritional properties of plant lectins. Toxicon. 2004 Sep 15;44(4):385-403) (Sharon N, Lis H. History of lectins: from hemagglutinins to biologicalrecognition molecules. Glycobiology. 2004 Nov;14(11):53R-62R)

Após todos esses dados, vemos que os vegetais às vezes funcionam como vilões. Mas toda alimentação saudável deve ser baseada em vegetais.  Então o que fazer para ter uma alimentação saudável? A primeira atitude é evitar alimentos processados, é bom desconfiar de todo alimento que tenha rótulo. Já é difícil ter uma alimentação saudável, e fica muito pior se ingerimos aditivos alimentares. Em segundo lugar, que me perdoem os vegetarianos, é que faça parte da dieta proteínas e gorduras animais, como carne, manteiga, iogurte, coalhada e ovos de aves criadas soltas. Não somos ruminantes, e muitos nutrientes essenciais são encontrados somente em produtos de origem animal. Em terceiro lugar, procure sempre que possível produtos orgânicos, vegetais sem agrotóxicos e carne sem hormônios e antibióticos. Em quarto lugar, não exagere nas sementes (leguminosas e oleoginosas) e cereais, e procure deixar de molho produtos como arroz, feijão, lentilhas e farinha de trigo ou milho. E por último, há a vitamina D, cuja maior fonte não é alimentar, é o sol (se ainda não leu, leia aqui e aqui)

53 pensamentos sobre “Vegetais não são sempre saudáveis – os antinutrientes.

  1. Excelente texto Farber. Parabéns ! Alguns adendos, esqueceu do Tempeh, que é a melhor forma de se utilizar a soja.
    A indústria da soja em seus inúmeros livros lançados alegam o seguinte, que os fitatos são importantes, tem ação antioxidante importantíssima e tem atividade anti-carcinogênica. Que seja… mas já que estamos comendo fitato no arroz, no feijão, nos outros grãos e leguminosas, pra que comer os da soja ?Tudo em excesso faz mal… numa alimentação saudável acredito que não há lugar pra fitato, nem antitriptisina da soja.
    Parabéns.
    Abraço

    • Olá Fredi,

      Obrigado pelo comentário, seu blog está muito bom também.
      Tempeh é ótimo, mas não encontrei referência a ele nos trabalhos que consultei, mas como é uma forma fermentada de soja, deve ter uma quantidade baixa de inibidores de tripsina. É verdade que alguns antinutrientes em doses bem baixa tem algum efeito terapêutico, mas na soja tudo é exagerado. Mais de 1/10 da quantidade de proteína é inibidor de tripsina conforme alguns trabalhos, e somando-se ainda os outros antinutrientes, fica difícil de defendê-la na forma não fermentada.

  2. Olá adorei o estudo. Não tinha noção disso. Tenho uma dúvida: a aveia em flocos, tb deve ser deixada de molho? Qtas horas são necessárias para o molho?No caso não só da aveia mas dos outros cereais e leguminosas, a água de molho deve ser descartada e os cereais e leguminosas devem ser lavados em água corrente após o molho? No caso da cenoura e beterraba tinha o costume de fazer saladas cruas e sucos, agora vou evitar.
    Obrigada pelas respostas.

    • Prezada Diana, as leguminosas que devem ser deixadas de molho são os feijões (feijão, grão de bico, lentilha, feijão branco, etc.) por 24 horas, e o arroz por 4 horas. Com os outros vegetais não há problema. A água deve ser descartada. Não há nenhum problema em comer cenoura ou batata crua, desde que descascadas.

  3. Achei excelente as informações do artigo! Sou biólogo, enfermeiro e docente há quinze anos e sempre comentei com meus alunos sobre os antinutrientes da soja… seu trabalho é muito importante, muito bem escrito e muito bem embasado! Parabéns

  4. hoje em dia perdemos nosso referencial de como nos alimentarmos bem,portanto um diz que aquele alimento faz mal ,ai vem outro e diz que o mesmo alimento faz bem .penso que comer com parcimônia os alimentos é o certo.

    • Prezada Lourdes, na maior parte das vezes opiniões à respeito de nutrição são simplesmente “achismos”, onde pessoas dizem o que acham, e não o que foi provado. O que acontece sempre é que quando é feita a pesquisa científica o que foi dito sem base nenhuma cai por terra. Um bom exemplo é a famosa pirâmide alimentar, que ainda é ensinada em faculdades de nutrição, mas que já foi condenada pelos ensaios científicos. Por isso faço questão de informar as bases científicas do que falo, não é minha opinião, mas o resultado de ensaios científicos bem feitos.

  5. Oi Dr. Paulo,
    Sou vegetariano jah a alguns anos, por escolha (gosto muito de carne !!! Mas nao me faz bem infelizemnte) e por isso minha dieta eh bastante baseada em leguminosas.
    Minha cunhada me “apresentou” recentemente aa ideia dos antinutrientes, mas como muitos leigos, nao fazia ideia da base cientifica do tal. Legal, bem simples e obivio o inibidor de tripsina – senao a soja seria digerida antes mesmo de germinar ! Como a natureza eh esperta.
    Por outro lado, minha cunhada me disse que suco de limao (faz senso) e iogurte (esse nao entendi) “cancelam” os antinutrientes, e dai minha pergunta: isto estah correto ? Existe algum processo que acelere o cancelamento dos “antinutrientes” ?

    • Prezado Michael, em primeiro lugar, como vegetariano, você tem que ter muito cuidado com a falta de alguns nutrientes como a vitamina B12 e a creatina, presentes na carne e ausentes na sua alimentação. O pior é a vitamina B12, pois a falta dela pode gerar lesões cerebrais irreversíveis. Consulte seu médico e faça a reposição destes nutrientes.
      Quanto aos antinutrientes na casca das leguminosas, realmente eles podem ser inativados através através da fermentação. Uma das formas é deixar as sementes de molho por 24 horas, e a adição de um pouco de iogurte (que é leite fermentado) acelera o processo.

      • Caro Dr. Paulo,

        Obrigado ! O seu blog eh muito profissional e responsavel, ao contrario de outros blogs que me parecem lidar soh com falsa propaganda.

        Jah que jah deixei a soja, o grao de bico, o feijao, as lentilhas e outras leguminosas de molho, a “fermentacao” nao produziria vitamina B12 ? Eu como ovos, cozidos ou fritos, eles nao teriam creatina ?

        Eu fico mais preocupado com meus filhos (3), pois nao comemos carne ou productos industrializados de uma maneira geral, mas sim bastante ovos (organicos) e muito pouco leite (>90% eh leite de soja). Seria melhor recomecarmos a dar laticinios tais como iogurte, lebenia (coalhada libanesa), queijos “solidos” (22% pra cima de gordura), ou ovos e leguminosas bastam ?

      • Olá Michael, a vitamina B12 é produzida por bactérias, e acumulada no músculo e fígado de animais. Portanto a sua dieta é pobre em vitamina B12. O meu conselho é que peça ao seu médico avaliar a vitamina B12 de vocês, através de exames como a vitamina B12 total, a homocisteína e o ácido metilmalônico.

      • Paulo, sou vegetariana há mais de 10 anos e faço exames regulares (meu pai é médico e me acompanha). Nunca tive B12 baixa.
        Como sou vegetariana há muitos anos já li muitos textos (inclusive científicos) a respeito. Em sua maioria, afirma-se que a deficiência de B12 em pessoas vegetarianos (ovo-lacto) é raríssima (o que pode inclusive ser problema de absorção e não da ingestão) uma vez que estes ingerem ovos, leites e seus derivados.
        Diferente situação se dá quanto aos vegetarianos restritos (vegans), esses sim estariam sujeitos à deficiência e, portanto, devem fazer reposição.
        Como em seu comentário vi que você cita a deficiência de B12 em vegetarianos gostaria de saber se há algum texto ou artigo científico falando mais sobre o assunto para você me passar.
        Por favor, não entenda meu comentário como desafio ou desrespeito. Como sou vegetariana e seu comentário acaba dizendo respeito sobre uma característica minha gostaria de saber mais e me informar melhor.
        Desde já agradeço a sua atenção!

      • Prezada Juliana, depende muito do que você afirma ser “deficiência de vitamina B12”, pois a holotranscobalamina não é medida nos laboratorios (pelo menos no Brasil), então temos que medir o ácido metilmalônico e a homocisteína.

        E vegetarianos são sim, sujeitos a deficiência de vitamina B12 (pior para veganos, lógico), e recentemente foi publicado uma revisão de vários trabalhos científicos, que você pode acessar no link http://www.nature.com/ejcn/journal/v68/n5/full/ejcn201446a.html

  6. Prezado Dr. Paulo, como o amigo acima, eu tb não como carne vermelha a mais de 20 anos (hj estou com 44). Porém como regularmente carne de frango, peixe e ovos. Será que devo me preocupar com a vitamina B12? Aproveitando o assunto, tenho tomado regularmente o levedo de cerveja. O levedo de cerveja realmente é bom? Há alguma preocupação quanto ao seu consumo? Grato

    • Prezado Mauricio, o levedo de cerveja é uma ótima fonte de vitaminas do complexo B. Aparentemente sua dieta é boa, mas vale a pena dosar a vit B12 e a homocisteína, para ver se há alguma deficiência.

  7. Dr. Paulo, só mais uma ajuda…rsrrrs. Tenho tomado tds os dia suco (na centrífuga) de cenoura/maçã/beterraba/couve. Gostaria de saber sua opinião sobre esse suco. Grato

    • Mauricio, faça sempre o suco com base na couve, sendo o ingrediente principal. Assim é uma ótima opção de alimento.

  8. Por curiosidade comprei um tal de feijão vermelho. Deixei de molho 24 horas em agua com vinagre e cozinhei fora da pressão por horas. Agora lendo a matéria fiquei confusa quanto a se devo ou não consumir o restante do pacote. Aguardo um retorno pois fiquei bastante intranquila.

    • Prezada Márcia, se você deixa de molho o feijão por 24hs, ja é suficiente para tirar os antinutrientes, e assim pode come-lo a vontade.

  9. Olá! Sou vegetariana! Sei que uma excelente combinação é arroz e feijão. Mas pelo que sei, arroz integral diminui o ferro, devo deixar de consumir arroz integral, uma vez que me preocupo-me com alimentos que contenham ferro?

    • Prezada Infinita, deixe o arroz por 4 horas e o feijão por 24 horas de molho, com um pouquinho se soro de iogurte. Antes de cozinhar jogue a água fora. Vegeterianos tem que tomar cuidado com 2 coisas, baixa vitamina B12, que pode até causar doençs parecidas com esclerose múltipla, e pré-diabetes.

  10. Dr Paulo. E quanto à proteína isolada de soja? Sou intolerante à lactose há anos e todas as manhãs eu tomo um shake com linhaça, quinoa e amaranto + frutas. Não suporto com água, então uso alimento em pó a base de proteína isolada de soja. Eles fazem mal? Estou preocupada… porque realmente achava que era super saudável!😦 Grande beijo

    • Prezada Caroline, a proteína isolada de soja contém antinutrientes. Portanto não é saudável. Por que não colocar os grãos na comida, ao invés de preparar uma bebida?. Cuidado, excesso de frutas também faz mal, por causa da frutose, que aumenta o ácido úrico, os triglicérides e facilita a esteatose (gordura) no fígado.

  11. Olá, gostaria de saber quais são os “muitos nutrientes essenciais que são encontrados somente em produtos de origem animal” além da B12?

    • Prezada Juliana, os principais são os aminoácidos presentes na carne. Eu particularmente como muito pouca carne, e acabo compensando com ovos. Mas tenho que admitir que a carne de animais tem nutrientes que podem fazer falta.

  12. Dr Paulo, encontrei no seu texto informações significativas, pois tenho pesquisado acerca da enxaqueca- a minha é crônica, e fiquei assustada com os feijões , lentilha e grão-de-bico.Sou neta de árabe e consumimos bastante estas leguminosas. Ficam aqui os meus agradecimentos. Izabela

  13. Dr Paulo, bom dia!! Incrível sua matéria!!!! Mas, agora fiquei confusa, não sabendo mais como me alimentar corretamente. Sou chefe de cozinha e, gostaria que, se possível, me indicasse um livro que me orientasse. Que contenha uma dieta correta. Como o senhor sabe, alguns profissionais indicam em suas diétas os grãos como necessários a uma boa alimentação..
    Me

    • Prezada Aldei, não tenho um livro para indicar. Infelizmente muita gente que utiliza a mal-afamada pirâmide alimentar do FDA, que foi criada em 1992 e já em 1998 era acusada de aumentar a incidência de diabetes. A saída é estudar bastante, sempre baseado nas últimas pesquisas científicas. No meu twitter eu sempre coloco as notícias atuais sobre o assunto.

  14. Dr. Paulo, adorei! Mas fiquei com algumas dúvidas, tenho uma filha de 1 ano e 4 meses e comecei recentemente a oferecer na comida dela (almoço e janta) Quinoa em flocos, isso é prejudicial para uma boa absorção de ferro e outros nutrientes? (pergunto pois não sei se é necessário deixar a quinoa em flocos ou em grãos de molho e o tempo)… Também costumo dar as farinhas de Linhaça + Chia misturada com alguma fruta (principalmente a banana), estou agindo mal?
    Muito obrigada!

    • Prezada Bruna, tanto a Quinoa, como a Linhaça e a Chia devem ser deixadas de molho por 24 hs, de preferência com um pouco de soro de iogurte. Depois disso jogue fora a água. Isso faz fermentar a capa de antinutrientes. Mas a princípio não acho necessário esses ingredientes na comida da sua filha, neste momento. Capriche e ofereça desde cedo muitas verduras e legumes, sempre orgânicos.

  15. OLá! me esclareceu muito o seu texto DR.Paulo. Posso tirar uma dúvida? Meu bebe tem APLV e como amamento sou eu que faço a dieta de exclusão de leites e derivados. Seráq preciso de comlemento de cálcio?ou na alimentação consigo tudo que preciso? Tenho tomado bastante leite de arroz,faço vitaminas com banana, tomo leite de coco caseiro etc… obrigada

    • Prezada Thalita, você consegue o cálcio se comer bastante vegetais, peça para o seu médico dosar no seu sangue o cálcio, a 25-hidroxivitamina D3 e o paratormônio para controlar bem isso. Cuidado com a dieta, pois conforme seu depoimento, pode haver excesso de frutose, então seu médico também deve controlar ácido úrico e triglicérides. Resumo: O melhor é fazer tudo sob orientação médica ou de nutricionista funcional, sozinha dificilmente vai conseguir controlar tudo.

  16. Dr. Paulo, parabéns! Muito esclarecedor o texto. Todos os dias, tomo pela manhã um copo de iogurte com duas colheres de sopa de uma ração que contem farelo e germen de trigo + aveia + gergelim + farinha de linhaça. Ouvi dizer que o farelo e o germen contem muito oxalato. O que você acha dessa combinação? Muito obrigado.

  17. Prezado Dr. Paulo, neste caso, devo deixar todos estes componentes de molho, antes de bater no liquidificador? Mesmo a farinha de linhaça e o farelo de trigo? Tenho a impressão de que viraria uma sopa. É isso mesmo? Você sugeriria juntar tudo e por na água e depois secar? Muito obrigado novamente.

  18. Prezado, pode-se supor que para as castanhas em geral o raciocínio do molho também poderia ser aplicado? Falo de castanha de caju, amêndoa, nozes, castanha-do-pará, e mesmo cereais como a aveia…

  19. Dr. Paulo tudo isto pra mim,e realmente novo. Não como carne vermelha desde 14 anos hoje tenho 36 anos, procuro me alimentar o melhor possível, difícil e se livrar dos agro tôxicos, como muitas verduras. como ovos e frango,e peixe. tipo umas duas vezes ao mês ou ou nem isso, (acho) tenho problema no figado, tipo como as coisa e tenho dor de cabeça, não tenho vomito
    ai tomo chás ou remédio pro figado e melhoro, muitas tonturas, sempre tive desde de menina, nada forte, aponto de desmaiar, mas sempre. dor nas veias,começo de hemoroida,tenho vitiligo desdes 6 anos, já fiz tratamento diminuiu
    70 %, tenho cólicas mestrual , mas vem regular todos mês, certinho. mas sinto mais tonturas nestes dias. antes ou apos, ainda não tenho filho, estou querendo ficar gravida, qual a melhor maneira pra mim saber como me alimentar, estou fazendo caminhada e alongamento.

    • Prezada sra,

      Realmente é impossível orientar por aqui, procure um bom médico e também um nutricionista para obter as suas respostas.

    • Prezada Aline, as castanhas tem alguns antinutrientes, mas em quantidade menor do que nas leguminosas. Mas há quem deixe-as de molho e depois seca-as no forno.

  20. A matéria é muito válida! Os anti nutrientes que muita gente desconhece podem ser a chave pra descobrir certas carências como é o caso da tal da soja e de alguns outros como é o caso do ESPINAFRE que se diz ter excesso de oxilato impedindo assim absorção de ferro e cálcio.
    Gostaria de poder complementar, sobre o comentário: ” a carne tem nutrientes que podem fazer falta” . Esse embate parece que nunca irá acabar……se esses nutrientes forem os aminoácidos essenciais, isso pode ser encontrado em vários outros alimentos como pólen de abelha, a MORINGA que é uma excelente fonte de protéinas e já estudada, as algas de alto valor biológico como a SPIRULINA, CHROLELA e por vai…

    A carne, principalmente a de hoje, tem os malefícios que já é bem sabido mas que quase não se fala também….

    Fiquei intrigado com a resposta do Dr. Paulo sobre o uso das frutas mesmo quando usadas muitas vezes(em “excesso) quanto a causar gordura no fígado e aumento do triglicérides ou amento do ácido úrico! A 3 anos faço uso de bastante frutas no dia e ultimamente venho fazendo experimentos colocando mais castanhas(a maioria das vezes hidratas por 4 h) e usando abacates e um pouco de óleo de côco pra observar as reações e as tais taxas….e durantes esse tempo nunca cheguei nem perto de ter gordura no fígado, pelo contrário disso. O que vejo direto com esses sintomas são os que fazem uso de muita carne e das ditas “comidas” do dia a dia terem esse diagnóstico.

    Acho que o grande ENTRAVE de tudo é distinguir, separar, desvencilhar o que a ciência real diz do as vezes nos é mostrado como também dos interesses comerciais e da ditadura disfarçada de livre escolha que na maioria das vezes comanda o nosso mundinho…. e ai fica-se embaraçado diante de tantas coisa que é falada e dita mesmo no meio acadêmico. O que seria bom é podermos fazer experiências e poder constatar de fato o que nos torna melhores.

    Vejo que não existe o alimento perfeito, mas alguns deixam mais resíduos destrutivos do que outros e ai cabe a cada um ter o bom senso de poder fazer experiências novas, buscando mudar algo pois a realidade da alimentação atual é triste, excesso das diatas diabetes, refluxos, infartos e tudo isso na grande maioria por causa dos vícios dos tais alimentos e os conhecidos maus hábitos.

    Gilson

    • Prezado Gilson,

      O excesso de frutose aumenta o ácido úrico e provoca a esteatose hepática. Alguns acreditam que as fibras das frutas podem evitar esses problemas, e que comer a fruta in natura pode ser bem melhor do que tomar sucos. E a carne pode ser substituida pelo ovo.

  21. Olá, arroz parbolizado que é só o amido, possui muito fitato e lecitinas? qual a quantidade de aveia que pode ser comida num dia, já que cereais integrais contém fitatos?

    • Prezado Ezequiel, o arroz parbolizado é pré cozido, e há vários tipos, inclusive integrais. Quanto a aveia integral, deve ser deixada de molho por 4 horas.

    • Dani, não há mal nenhum em comer alho crú, muito pelo contrário. E espinafre é melhor não comer, devido aos oxalatos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s