A Medicina Tradicional Chinesa – Essa Incompreendida.

Doutor, para que serve esse ponto de acupuntura? Essa é uma pergunta muito comum, e por incrível que pareça  é muito difícil de responder. Como explicar para alguém que “esse ponto serve para tirar calor do Fígado” ou “esse é um ponto principal para tirar o Vento-Frio”. Para quem não é iniciado na medicina tradicional chinesa, essa abordagem não faz nenhum sentido. Parece uma conversa entre loucos.

A questão é que a medicina tradicional chinesa não trabalha com conceitos iguais à medicina ocidental convencional. Na nossa medicina convencional, trabalhamos com o conceito de doença. Funciona mais ou menos assim: Os sintomas são causados por uma disfunção em algum órgão ou tecido, que refletem alterações anatômicas e/ou bioquímicas. Uma úlcera de estômago,  por exemplo, aparece como um processo inflamatório que forma uma ferida, que se colocada ao microscópio, tem uma organização peculiar, que permite ao patologista diferenciar entre uma úlcera péptica, ou uma úlcera atrófica, ou até mesmo um câncer de estômago. Estamos acostumados a lidar com entidades bem delimitadas, que aparecem descritas no Código Internacional de Doenças.

A medicina tradicional chinesa não trabalha da mesma forma. Obviamente o doente é o mesmo, e apresenta a mesma dor de estômago. Mas a medicina tradicional chinesa vai analisar o paciente como um ser indivisível e não como um estômago doente. O conjunto de sinais  e sintomas que vai incluir se o paciente sente muita sede, se dorme bem, as questões psicológicas ligadas ao caso, a análise das unhas, pelos, cabelos,  lábios,  e características da língua e do pulso,  entre outras análises, e o médico vai categorizar o paciente em um padrão de desarmonia. Portanto na medicina chinesa não há uma doença mesmo em um paciente com uma úlcera de estômago, e sim uma alteração no equilíbrio da saúde.

O maior problema é que os padrões de desequilíbrio são descritos por meio de metáforas, o que acaba tornando a linguagem ainda mais incompreensível. Dois pacientes com a mesma úlcera de estômago podem ser categorizados em padrões de desarmonia diferentes, por exemplo um pode ter uma “Deficiência de Qi do Pi (Baço) e Deficiência Yin do Wei (Estômago)” enquanto que outro pode ter um “Excesso de Fogo no Gan (Fígado) e no Wei (Estômago). Tradução: Um paciente tem fraqueza, cansaço, hemorróidas, digestão ruim, edema, e a dor de estômago piora com a alimentação, enquanto que o outro tem dor de cabeça, pressão alta, insônia, irritabilidade,  e uma dor de estômago que melhora com a alimentação e líquidos frios.

Portanto os padrões de desarmonia são metáforas que ajudam o médico a entender o conjunto de alterações do paciente. E os medicamentos tradicionais ou a acupuntura não serão escolhidos para tratar o órgão simplesmente, e a conduta nos dois casos descritos acima vai ser bem diferente.  No primeiro caso serão prescritas ervas e/ou pontos de acupuntura para aumentar o Qi do Pi (Baço) e o Yin do Wei (Estômago), enquanto que no segundo caso o tratamento vai diminuir o Yang do Gan (Fígado) e Wei (Estômago). Paciente com a mesma patologia tratada de forma completamente diferente.

Assim, um simples resfriado pode ser categorizado como “Vento-Frio” ou “Vento-Calor” e uma cólica menstrual pode ser resultado de mais de seis tipos de desarmonias diferentes.

Voltando a pergunta inicial: Para que serve esse ponto de acupuntura? Para que serve o medicamento tradicional chinês?

A resposta: Serve para melhorar a saúde do paciente corrigindo os padrões de desequilíbrio. Há pontos/ervas para diminuir o Yin do Wei (Estômago) ou sedar o Yang do Wei (Estômago) do estômago, mas não há um ponto ou erva para tratar a úlcera péptica.

Daí perguntas como “que doenças trata a medicina tradicional chinesa?” ficam completamente sem sentido. A medicina tradicional chinesa não trata nenhuma doença. Ela melhora a saúde dos pacientes.